quinta-feira, dezembro 27, 2012

Padre italiano renuncia após afirmar que são as próprias mulheres que instigam a violência sexual

O padre italiano Piero Corsi, que despertou forte polêmica no seu país ao acusar as mulheres de serem em parte culpadas por sofrerem violência sexual, anunciou nesta quinta-feira que deixou o sacerdócio por se considerar "indigno". "Após uma noite sem dormir pela dor e o remorso pela justa polêmica que a minha imprudente provocação causou, comunico que deixo o hábito (roupa eclesiástica), do qual me sinto indigno", disse.

Corsi, padre em Lerici, cidade do noroeste da Itália, tinha fixado no portão da sua igreja uma nota intitulada "Mulheres e Violência de Gênero", na qual dizia que muitas vezes "uma imprensa fanática e desviada" atira a culpa de tudo no homem. O pároco afirmava que o problema da violência sexual acontece porque as mulheres, "cada vez mais, provocam, ficam arrogantes e se acham autossuficientes, e acabam por exasperar as tensões".
"Quantas vezes vemos moças e senhoras maduras caminharem pela rua com vestidos provocantes e justos! Quantas traições se consumam nos lugares de trabalho, nos ginásios e nos cinemas! Poderia ser evitado, já que despertam os piores instintos, e depois se chega à violência ou ao abuso sexual".
Essas afirmações causaram indignação em associações de mulheres, que pediram acções tanto da Igreja Católica como das instituições políticas italianas.
Fonte: Rádio Mocambique - 27.12.2012

2 comentários:

Tony Manna disse...

Meu caro,
admiro tua entrega à causa do nosso país e agradeço tuas boas festas
Desejo-te também boa farra na companhia de quem amas.
Tudo de bom e talvez um dia nos encontremos
grande abraço

Reflectindo disse...

Obrigado mano Tony

Estou convencido que demitirmo-nos até do mínimo que podemos fazer pelo país é também assumirmos a responsabilidade do mau legado a deixarmos.
Vamos gritando e eles vão nos ouvir. Eles precisam é saber que não estamos a dormir.

Aquele abraco e mais uma vez meu desejo de Boa Passagem do ano junto com a família.