sábado, Abril 19, 2014

ULTIMA HORA: FALSO MEMBRO DETIDO POR BURLA

Um sujeito que se auto-intitula de Dr. Da Cunha, encontra-se desde a manhã de hoje, sábado, dia 19 de Abril, a ver o sol pelos quadradinhos, na 2ª esquadra, no Bairro de Muahivire, por ter extorquido alguns cidadãos que pretendiam emprego no Conselho Municipal de Nampula.

O caso foi despoletado por dois Jovens, residentes no Bairro de Muhala, arredores da cidade de Nampula, fartos de tanto esperar pelo emprego que nunca aparecia, depois de terem pago, uma quantia de 2500 Meticais cada um, ao Dr. Da Cunha, decidiram intentar uma acção criminal contra este.

STAE admite existência de cartões falsos em Nampula

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) em Nampula admite que estão a ser emitidos cartões de eleitores falsos, ou seja, sem as impressões digitais, supostamente porque as máquinas não detectam as impressões digitais dos seus proprietários em virtude de desenvolverem trabalhos que desgastam as mãos.

ANADARKO PESQUISA PETROLEO EM TERRA

Esta será a primeira operação liderada pela Anadarko em terra, depois dos sucessos alcançados no mar (“offshore”), da bacia sedimentar do Rovuma, onde a multinacional americana terá descoberto pouco mais de 60 Tcf (triliões de pés cúbicos de gás).

sexta-feira, Abril 18, 2014

Sonhando

Quero estudar emackwa. A filial da UP em Nampula tem esse algum curso de amackwa? Comecando pela ordem, estudei português, francês, inglês, sueco e nos últimos anos o espanhol. Sinto vergonha por nunca ter estudado emackwa, mas sei que falo melhor e com muito (mais, se eu não duvidasse assim escreveria) orgulho esta minha língua materna agora e de longe que antes e na nação.
Espero que não seja apenas um sonho.

Sistema de metro pode lesar Estado em mais de quatro mil milhões de meticais (ns íntegra)

O Estado moçambicano está a ser processado pela empresa italiana Salcef Costruzioni Edili e Ferroviarie, SPA, por ter cancelado, unilateralmente, o processo que iria culminar com a assinatura do contrato de concessão do projecto de desenvolvimento do Sistema de Transportes Integrado Maputo-Matola em forma de parceria público-privada. A firma pede uma indemnização de 100 milhões de euros.

O problema real

@Verdade editorial
Uma cadeira de liderança no aparelho do Estado, para um indivíduo sem escrúpulos, representa uma espécie de mina de diamantes. Isso é evidente e nem é necessário socorrer-se de nenhuma acrobacia intelectual engenhosa para o demonstrar. Aliás, a fortuna construída pelos dirigentes deste país, as quais coincidem com o tempo de vigência dos seus mandatos, é uma prova irrefutável de que onde escasseiam escrúpulos a abundância de dinheiro marca inexoravelmente a sua presença. Não necessariamente nestes termos.

PAIGC vence legislativas guineenses e presidenciais terão segunda volta

O PAIGC ganhou as eleições legislativas na Guiné-Bissau e Domingos Simões Pereira, presidente do partido, será o primeiro-ministro. Nas presidenciais, haverá segunda volta entre José Mário Vaz e Nuno Gomes Nabiam.

São duas caras novas na política guineense que vão disputar o segundo turno do pleito guineense. Segundo a lei eleitoral a segunda volta das eleições presidenciais entre José Mário Vaz, candidato do PAIGC e Nuno Gomes Nabiam, candidato independente deve ter lugar a 18 de Maio, ou seja, 21 dias após o primeiro acto de votação.

Abdelaziz Bouteflika vota em cadeira de rodas

A bdelaziz Bouteflika votou, ontem, a sua própria reeleição. Bouteflika esteve na mesa de voto numa cadeira de rodas e à saída não deu nenhum depoimento aos seus simpatizantes, que aguardavam o seu candidato sair da votação.
Bouteflika fez a sua primeira aparição pública desde que sofreu um acidente vascular-cerebral que lhe causou problemas de fala e de mobilidade, ano passado. Abdelaziz Bouteflika, de 77 anos e actual presidente da Argélia - há 15 anos no cargo -, é candidato favorito à sua própria sucessão, que será decidida por cerca de 23 milhões de habitantes.

Fonte: O País - 18.04.2014

Maputo sofre apagões na hora de ponta durante 15 dias

A região Sul do país, com particular incidência para as cidades de Maputo, Matola e arredores, vai registar, nas horas de ponta, cortes no fornecimento de energia eléctrica durante cerca de duas semanas, a partir do próximo dia 26 de Abril, em consequência do processo de substituição do antigo equipamento, em curso na Subestação do Infulene, localizada em Maputo. Ler mais (O País)

Renamo acusa governo de plantar minas anti-pessoais em Gorongosa

O porta-voz da Renamo, António Muchanga, acusou, ontem, o Presidente da República de estar a mandar minar a serra de Gorongosa, na tentativa de matar os homens armados daquele partido. “Neste momento, a mando do Presidente Guebuza, há militares  com engenhos explosivos a espalhar minas anti-pessoais em todos os caminhos que saem da serra da Gorongosa e dão acesso ao posto administrativo de Caia”, denunciou o porta-voz da Renamo.

quinta-feira, Abril 17, 2014

Polícia e notários dificultam recolha e reconhecimento de assinaturas dos proponentes de Simango

Se num passado recente os partidos da oposição se queixavam das dificuldades para obter o atestado de residência junto dos chefes de quarteirão (que estão ligados ao partido Frelimo), o que foi ultrapassado com a revisão da legislação eleitoral imposta pela Renamo, que sugeriu a retirada deste documento dos requisitos exigidos para comprovar a morada, hoje o problema tem a ver com o processo de recolha e reconhecimento das assinaturas dos apoiantes dos seus candidatos, que está a ser inviabilizado pela Polícia da República de Moçambique e pelos notários, um pouco por todo o país. Que o diga o Movimento Democrático de Moçambique...

Cheias e Inundações deixam Milhares de Camponeses em Situação de Risco

União Provincial de Camponeses de Cabo Delgado (UPC), um movimento de camponeses desta província e membro integrante da União Nacional de Camponeses de Moçambique (UNAC), que luta pela defesa dos direitos e interesses dos camponeses, acompanha com manifesta profunda preocupação e solidariedade para com as vítimas das calamidades naturais, que prevalecem em Moçambique, particularmente na província de Cabo Delgado, que tem sido ciclicamente atingido, nos últimos anos, por diversos fenómenos naturais entre cheias, inundações e mau tempo que afectam negativamente os camponeses e demais população. Ler mais

Portugal vai disponibilizar professores a Moçambique

O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, anunciou esta quarta-feira que Portugal vai "disponibilizar" a Moçambique professores portugueses que estejam interessados em trabalhar no país, numa iniciativa que se insere num programa bilateral de cooperação em formação educativa.
Ainda em desenvolvimento, o programa deverá ser apresentado publicamente em maio, quando o ministro da Educação de Moçambique, Augusto Jone, visitar Lisboa, na sequência de um convite dirigido por Nuno Crato ao dirigente moçambicano.
Sem revelar o número de docentes portugueses que serão colocados à disposição do Governo moçambicano, Nuno Crato adiantou que a contratação dos professores será assegurada por Moçambique. Ler mais

Justiça eleitoral é politizada em Moçambique

A inércia que tem caracterizado as instituições responsáveis por resolver ilícitos ou contenciosos eleitorais no país, principalmente quando são cometidos pelo partido no poder, a Frelimo, está a revelar-se cada vez mais preocupante para os partidos políticos da oposição e também para a sociedade civil. Este último grupo considera que tais órgãos, nomeadamente a Procuradoria-Geral da República (PGR), a Comissão Nacional de Eleições (CNE) e o Conselho Constitucional (CC) executam a justiça eleitoral de forma politizada, o que prejudica a realização de eleições justas, livres e transparentes e a construção de um Estado democrático e de direito que se pretende.

Sobre as Forças de Defesa e Segurança



Fonte: TIM - 17.04.2014

Gerentes do Hotel Cardoso em Maputo acobertam hóspede “assassino”

Um moçambicano identificado pelo nome de Domingos António Mambuque, funcionário do Hotel Cardoso, na capital moçambicana, escapou da morte após uma tentativa de afogamento numa piscina perpetrada por um hóspede com a conivência dos gestores do mesmo estabelecimento hoteleiro, identificados por David Nichollas Hackney e Andrew Curia, de nacionalidades sul-africana e queniana.

PDD vai às presidenciais na coligação

O presidente do Partido para Paz Democracia e Desenvolvimento (PDD) Raúl Domingos disse ontem em entrevista exclusiva concedida a FOLHA DE MAPUTO, que o seu partido vai concorrer às eleições presidenciais, legislativas e provinciais, de Outubro próximo, através de uma coligação que será constituída por 12 partidos.

– VOO TM470/RESTOS MORTAIS CHEGAM SEGUNDA-FEIRA A MAPUTO

Um Comunicado de imprensa da principal operadora aérea nacional, hoje recebido pela AIM, sublinha que apenas os restos mortais dos moçambicanos identificados no trágico acidente é que serão transladados ao país.

“Há meses diziam que exigências da Renamo eram uma aberração, mas acabaram cedendo”

Politólogo João Pereira diz que as novas exigências da Renamo não são descabidas
A Renamo exigiu, esta segunda-feira, como condição para o seu desarmamento, a nomeação de seus generais para ocupar os cargos de chefe do Estado-maior General, comandante-geral da Polícia, da Força de intervenção Rápida e os escalões de chefia a todos os níveis.  Que mensagem a Renamo quer transmitir ao governo com estas novas exigências?
Esta exigência é muito antiga, vem há mais de vinte anos, sempre foi parte da luta que a Renamo travou no sentido do seu discurso em relação à partidarização do aparelho do estado e estava na agenda do processo de negociações.

quarta-feira, Abril 16, 2014

Agentes da FIR detidos por comandar assaltos

Dois agentes da Força de Intervenção Rápida (FIR) estão detidos acusados de liderar um bando de assaltantes à mão armada que realizava incursões em diferentes pontos do distrito de Magude, na província de Maputo.
Segundo Jornal Noticias, os agentes em causa saiam do Quartel da FIR, na Cidade de Maputo, para se juntar a outros três comparsas, no caso um ex-agente da Policia de Protecção que abandonou a profissão em 2011, um antigo motorista de chapa que se incumbia de conduzir a viatura usada nos assaltos e um quinto indivíduo residente na região, habitualmente encarregue de fazer reconhecimento e identificar as potenciais vítimas da acção do grupo.

Gabriel Muthisse tenta tapar o Sol com a peneira

Adjudicação da digitalização à família Guebuza sem concurso

O ministro dos Transportes e Comunicações, Gabriel Muthisse, continua numa verdadeira maratona para tentar tapar o Sol com a peneira, no escândalo da adjudicação, sem concurso público, do negócio da digitalização à empresa da família de Armando Guebuza, o qual ocupa em Moçambique, no momento actual, o cargo de Presidente da República.

Na terça-feira, durante a apresentação da estratégia de migração da radiodifusão analógica terrestre para o sistema digital, Muthisse voltou a produzir mais uma peça teatral, tentando justificar que os lucros da digitalização não vão parar aos bolsos da família Guebuza através da “StarTimes Moçambique”, filial da gigante chinesa “StarTimes Technology”. 

Ministra do Trabalho revoga autorização de trabalho a dois gestores do Hotel Cardoso

A Ministra do Trabalho, Maria Helena Taipo, decidiu interditar, com efeitos imediatos, o exercício do direito ao trabalho na República de Moçambique aos cidadãos David Nichollas Hackney e Andrew Curia, de nacionalidades sul-africana e queniana, respectivamente, ambos trabalhadores do Hotel Cardoso, devido a comportamento omissivo em relação aos trabalhadores moçambicanos.

O desfile do Nyusi

"Não farei ao Presidente da República a injustiça de afirmar que ele não se apercebeu desse choque, dos seus actos, com a legalidade. Apercebeu-se, sem dúvida, mas se prossegue na mesma atitude é porque tem medo que pode vir a acontecer em Outubro.
Com o novo pacote legal eleitoral vai ser muito mais difícil fazer as fraudes do costume no período da votação e contagem dos votos. Se a isso juntarmos um candidato desconhecido dos eleitores, os resultados podem ser desastrosos para o chamado “partido ganhador”.
Por outro lado, o Chefe de Estado sabe que ninguém o vai impedir de fazer o que está a fazer. O Procurador-geral da República foi por ele nomeado e não vai levantar a questão. Por tudo isto iremos continuar a assistir a este desfile eleiçoeiro, aberto e inclusivo, de uma ponta à outra do país." (José Jeco in PINN - 16.04.2014)


Sistema de metro pode lesar Estado em mais de quatro mil milhões de meticais

O Estado moçambicano está a ser processado pela empresa italiana Salcef Costruzioni Edili e Ferroviarie, SPA, por ter cancelado, unilateralmente, o processo que iria culminar com a assinatura do contrato de concessão do projecto de desenvolvimento do Sistema de Transportes Integrado Maputo-Matola em forma de parceria público-privada. A firma pede uma indemnização de 100 milhões de euros.
O contrato foi assinado pelo Governo moçambicano, através do antigo ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, em 2011, sem concurso público. Este negócio, diga-se, milionário, visava a implementação de um sistema integrado de transportes para as cidades de Maputo e Matola mas, dois anos depois (em 2013), o Executivo anulou-o alegando que o modelo de financiamento era incompatível com a realidade do país. Ler mais

Dinamarca faz doação a Moçambique para funcionamento de bolsa de mercadorias

A Dinamarca vai doar a Moçambique 5,8 milhões de coroas dinamarquesas (1,07 milhões de dólares) para o funcionamento da Bolsa de Mercadorias de Moçambique e para a revisão da política e estratégia industrial, informou a embaixada da Dinamarca em comunicado.

Procurador-Geral apresenta informe evasivo e pouco esclarecedor sobre Justiça em Moçambique

O Procurador-Geral da República, Augusto Paulino, apresentou esta quarta-feira (16), na Assembleia da República, o Informe Anual sobre o Estado Geral da Justiça, referente a 2013. Como era esperado, o documento não trouxe algo de novo e passou ao lado dos diversos casos de injustiça, corrupção, insegurança e perseguição política que preocupam os moçambicanos.
Por exemplo, sobre os raptos, um tipo de crime que ganhou espaço nos principais centros urbanos graças à inércia das autoridades, Augusto Paulino só citou números e em nenhum momento falou de medidas (adicionais) que foram tomadas para estancar este fenómeno.

INSÓLITO NO PARLAMENTO


Dois jovens invadem o Parlamento e exigem fazer uma declaração pública transmitida pela televisão. Os mesmos dizem pertencer a uma associação designada “Africa Unite” e que estavam interessados em fazer uma declaração cujo teor interessa ao povo moçambicano. 


Fonte: TIM - 16.04.2014

Guebuza diz que exigência da Renamo é uma provocação

Partido de Dhlakama quer controlar Defesa e Segurança
Presidente da República diz que as novas exigências da Renamo mostram que o partido não quer a paz. Armando Guebuza avisa que não vai aceitar as propostas
Vinte e quatro horas depois da Renamo ter vindo a público exigir a chefia do exército e do Comando-geral da Polícia, o presidente da República, Armando Guebuza, reagiu com preocupação ao posicionamento do partido e diz que a atitude vem mostrar que aquela força política não quer a paz.

"Madjermanes" voltam a reivindicar direitos perdidos no regresso da Alemanha

Marchas de protesto que antigos trabalhadores moçambicanos da extinta República Democrática da Alemanha realizavam em Maputo estão suspensas mas devem regressar em breve, acompanhadas de novas formas de luta.

Escute aqui

Além do regresso, previsto para breve, das marchas de protesto que, desde 2002, os antigos trabalhadores moçambicanos da extinta República Democrática da Alemanha (RDA) realizavam em Maputo, estão já prometidas outras formas de luta, uma vez que os "madjermanes" continuam à espera do cumprimento, por parte do Governo moçambicano, dos compromissos assumidos.

Noite de terror no HCM falsos polícias liquidam cadastrado

Indivíduos que se fizeram passar por agentes da Polícia, apresentando identificação forjada, assassinaram a tiro um doente internado no Hospital Central de Maputo. Os assassinos espancaram ainda um dos enfermeiro de serviço e prenderam o guarda de turno.
O caso chocou a Direcção do maior centro hospitalar do país. Ao início da madrugada de anteontem, um número não especificado de indivíduos invadiu a sala de cirurgia do Hospital Central de Maputo, apresentando uma credencial da Polícia da República de Moçambique.

PCA da Startime distancia-se das polémicas em volta da migração digital

A Presidente do Conselho de Administração da Startime Media Moçambique, empresa que é participada em 85 por cento pela chinesa Startimes Software Tecnology a quem foi adjudicado o negócio da digitalização da televisão e rádio escusa-se em pronunciar-se sobre as críticas em volta do processo de migração digital.

MDM acusa a Polícia de estar a dificultar o processo de recolha de assinaturas para apoiar a candidatura de Daviz Simango


O Movimento Democrático de Moçambique fez uma denúncia ao Conselho Constitucional informando que a Polícia da República de Moçambique está a dificultar, em todo o país, o processo de recolha de assinaturas que vão apoiar a candidatura de Daviz Simango às eleições presidenciais de 15 de Outubro próximo.
Segundo a denúncia a que o Canalmoz teve acesso, a Polícia está a deter e intimidar os membros e simpatizantes daquela formação política que recolhem assinaturas ou que assinam em apoio à candidatura do MDM.

Raptado dono da “Engen” na Macia


Um cidadão nacional de origem indiana, de nome Davda Umedkumar Mohanlal, de 58 anos de idade, foi raptado por indivíduos desconhecidos na noite do último sábado, na vila da Macia, distrito do Bilene, província de Gaza.
Segundo fontes próximas da vítima e da Polícia na Macia, que solicitaram o anonimato, o rapto do empresário Davda Umedkumar Mohanlal, até agora sócio-gerente da estação de serviço da “Engen” na Macia, ocorreu por volta das 22:00 horas, na porta da sua residência no bairro de cimento daquela vila, quando este regressava do seu local de trabalho.


Fonte: Canalmoz - 16.04.2014

PGR ignora execucões sumárias

Porquê será que o PGR não falou das execucões sumárias em Murrupula? Grande vergonha para um PGR.

Mais os comentários Aqui

Passaportes mocambicanos a zimbabweanos

Segundo o jornal The Zimbabwean muitos zimbabweanos estao a obter passaportes moçambicanos depois de conseguirem registar-se no recenseamento eleitoral.

Ver aqui

Zimbabwean nationals and people of foreign descent are taking advantage of loopholes in the Mozambican voter registration to fraudulently acquire that country’s citizenship. Investigations have revealed.

terça-feira, Abril 15, 2014

Frelimo marca reunião obrigatória para campanha na Beira Professores ignoram Chipande


Os professores de diferentes escolas e funcionários do sector da Educação na Beira não compareceram, na passada sexta feira, a uma reunião de carácter obrigatório, organizada pelo partido Frelimo, e que teria a presença de Alberto Chipande, que é chefe da brigada central para a província de Sofala e membro da Comissão Política.

A reunião seria realizada na sede do partido Frelimo no bairro de Inhamízua, na cidade de Beira. Para garantir a presença dos professores, esse partido ordenou que não houvesse aulas naquele dia. Mas, em vez de ir ouvir Chipande a fazer a sua campanha, os professores preferiram ficar em casa com os seus familiares ou dedicar-se a outras actividades do seu interesse.

13 postos de recenseamento ainda se encontram paralisados em Sofala

Segundo o director do STAE em Sofala, Celso Chimoio Sousa, desde início do processo à 15 de Fevereiro, 13 posto de recenseamento ainda não começaram a funcionar em toda a província de Sofala e não há nenhuma previsão sobre o início do seu funcionamento. São 9 postos no Distrito de Gorongosa, 2 em Nhamatanda, 1 em Marigué e  1 em Machanga. 

Tratam-se de regiões onde que até então, não é possível montar nenhuma brigada para o processo de recenseamento, visto que se registam constantes confrontos armados entre as forças governamentais e os homens armados da Renamo. 


Boletim sobre o processo político em Moçambique Número EN 13 - 15 de abril de 2014

O Contemporâneo nas Metrópoles Europeias

De ontem para hoje andei longamente e muito atento em duas cidades capitais da Europa, Berlim e Estocolmo. Foi assim quando regressei às aulas de sociologia, pensando em sociologia urbana de Georg Simmel. E como que de propósito, expus-me a uma situação de um estudante do contemporâneo nas metrópoles europeias.
Vale a pena não viver numa cidade e muito menos trabalhar numa cidade metropolitana porque quando for para lá desfruta-a com uma contemplação.

Inscritos 60,9% dos eleitores

Até esta manhã, terça-feira (15), foram recenseados 5.565.169 eleitores em todo o pais, correspondente a 60,9 porcento de universo de 9.143.923 eleitores previstos para recensear até ao dia 29 de Abril. Nas últimas duas semanas, foram inscritos 15,8 por cento dos potenciais eleitores.


Segundo dados fornecidos hoje pelo Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), a província de Cabo Delgado tem a taxa mais elevada de inscrições, com 84%. Os dados apresentados não cobrem todas as brigadas existentes devido a dificuldades de comunicação com algumas regiões.

Fonte: Boletim sobre o processo político em Moçambique Número EN 13 - 15 de abril de 2014

Berlusconi vai cumprir pena em lar para idosos deficientes

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi vai cumprir a condenação de um ano de detenção com trabalhos em benefício da comunidade, decidiu nesta terça-feira o tribunal de aplicação de penas de Milão, informou a imprensa.

De acordo com os meios de comunicação, o ex-Cavaliere, título honorário que perdeu, vai cumprir a condenação numa residência para idosos deficientes.

segunda-feira, Abril 14, 2014

Paridade nas Forças de Defesa e Segurança volta a encalhar o diálogo político

O diálogo político entre o Governo de Moçambique e a Renamo voltou a encalhar, nesta segunda-feira (14), em Maputo, em virtude de o partido liderado por Afonso Dhlakama, em parte incerta desde Outubro do ano passado, exigir paridade e cargos de liderança na composição das Forças de Defesa e Segurança (FDS), do mais baixo ao mais alto escalão, como condição irrevogável para a desmilitarização dos seus homens. Outro entrave tem a ver com o facto de as partes não alcançarem consenso no que diz respeito às tarefas dos observadores internacionais nas rondas de negociação. Ler mais

Empresário com ligações ao partido Frelimo detido em conexão com raptos em Moçambique

Manish Cantilal, jovem empresário com estreitas ligações ao partido Frelimo, foi detido sábado (12), indiciado de ser um dos mandantes de uma série de raptos de concidadãos de origem asiática com interesses empresariais na capital moçambicana.
Segundo fonte oficial da Polícia, citada pelo jornal Notícias, o indiciado é apontado como tendo ordenado o sequestro de quatro pessoas, aos quais exigiu avultadas somas de dinheiro para a sua libertação.

EMATUM já tem direcção

A EMATUM gere um valor de 500 milhões de dólares, contratados sob garantias do Estado
A empresa moçambicana ficou conhecida após um jornal francês publicar a assinatura de um acordo entre Moçambique e França
A EMATUM, polémica empresa criada pelo governo para pesca do atum, inicia operações ainda este ano, segundo revelou, sábado, em Sofala, o ministro das Pescas, Victor Borges. O governante explicou ainda que os órgãos sociais já foram indicados, mas disse que não cabe a si anunciar os nomes dos titulares.

Partidos extra-parlamentares dizem que isenção aduaneira é de lei

Os partidos Ecologista, PIMO e PARENA defendem que o benefício de isenção aduaneira aos partidos políticos é de lei e entendem que a informação sobre um alegado esquema ilegal de venda de isenções tem fins eleitoralistas.
Recentemente, o Centro de Integridade Pública (CIP) denunciou a existência de um esquema ilegal de importação de viaturas, envolvendo partidos políticos sem lugar no Parlamento, funcionários das alfândegas e despachantes aduaneiros.

Avião das Linhas Aéreas de Moçambique tocou com a cauda numa pista do aeroporto OR Tambo

Um avião, Bombardier Q400, das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) tocou, durante a aterragem, com a cauda numa das pistas do Aeroporto Internacional Oliver Tambo, em Johannesburg, na África do Sul, na passada segunda-feira (07) originando o encerramento da pista durante mais de uma hora. A Aeronave de fabrico canadiano tem a matrícula C9-AUY e é operado pela Moçambique Express (MEX), uma subsidiária das LAM, e na altura do acidente fazia o voo TM 311, entre as cidades da Beira e de Johannesburg.
Segundo uma testemunha no aeroporto o acidente aconteceu cerca das 10 horas de segunda-feira (07), hora prevista para a chegado do avião das LAM. "Embateu com a cauda quando aterrava e o aeroporto esteve encerrado mais de uma hora." Ler mais

Manuel de Araújo dirige campanha do MDM na Zambézia

O partido apostou no carisma de candidatos que mostraram melhor desempenho nas eleições autárquicas do ano passado. Manuel de Araújo estará ao lado do actual edil de Gurúè
O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) apresentou, sábado, o seu gabinete eleitoral, encarregue da definição de estratégias eleitorais para as eleições presidenciais, legislativas e das assembleias provinciais, agendadas para 15 de Outubro próximo.

Filipe Nyusi nega estar em campanha fora de tempo

Candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, justifica digressão pelo país como resposta ao convite do presidente da República, Armando Guebuza, para integrar a presidência aberta
O candidato presidencial da Frelimo às eleições de 15 de Outubro, Filipe Nyusi, pronunciou-se, sábado, pela primeira vez, sobre a polémica em torno das alegações de estar em campanha eleitoral fora de tempo, violando a legislação eleitoral.

domingo, Abril 13, 2014

Entrevista com Paulina Chiziane – “O acto de colonizar está na mente”

PENSAR MOÇAMBIQUE

“O acto de colonizar está na mente”

Por  Douglas Freitas e Marcelo Hailer

Tambores vibram no palco da maior universidade privada de Moçambique. Sentada entre os sete músicos, Paulina Chiziane entoa um cântico evocando os espíritos dos ex-presidentes Eduardo Mondlane e Samora Machel. A música tem a intenção de convocar o passado para convencer os governantes actuais a firmar a paz no presente. Em um país extremamente formal, batucar dentro de uma instituição é uma quebra de tabu. Na verdade, lançar o livro Por quem vibram os tambores do além, que conta a história do curandeiro Rasta Pita, dá sequência a uma série de rompimentos de paradigmas que Paulina acumula. Ela é a primeira mulher a lançar um romance em Moçambique (Balada de amor ao vento, publicado em 1990); na juventude foi militante do Partido Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique, partido de esquerda que lutou pela independência do país); é actuante no movimento feminista do país; e possui uma espiritualidade marcante. Por alguns, é chamada de radical. “As pessoas não estão habituadas a questionar. Quando alguém questiona, dizem logo que é radical”, rebate ela, sem fazer muito caso. Em uma tarde quente de Novembro, Aldino Languana, pintor moçambicano e documentarista, nos guiou de carro até o subúrbio da capital, Maputo, onde fica a casa de Paulina. Conseguimos marcar a entrevista após conhecer Aldino no lançamento do novo livro de Paulina e aceitarmos a contraproposta de nosso encontro ser filmado – ele está preparando o primeiro documentário sobre a escritora. Em pouco mais de uma hora, em um cómodo improvisado na sua sala, Paulina expôs sua visão sobre o colonialismo ocidental em Moçambique, criticou o ingresso de Igrejas estrangeiras e de novelas brasileiras no país e expressou a importância de dar voz à quem normalmente não possui. Tudo de forma serena e sem o peso das obrigações. “Só os indivíduos eleitos ou nomeados que podem dizer que têm papéis ou deveres. Eu faço aquilo que posso fazer.” Ler mais

Membros cooptados para CNE podem agir em defesa de interesses partidário

Os quatros vogais provenientes da Sociedade Civil, recentemente eleitos por cooptação partidária para integrarem a Comissão Nacional de Eleições (CNE), podem futuramente agir em defesa dos interesses dos partidos que os elegeram, colocando de lado a imparcialidade que lhes é devida, considera o presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados de Moçambique, Leopoldo Amaral.