domingo, dezembro 09, 2012

Diário do Congresso do MDM: preparados para atacar o Poder

Terminou, este sábado, o Primeiro Congresso do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) que vinha a decorrer desde o passado dia 5 de mês em curso na cidade da Beira, província central de Sofala, tendo os congressistas afirmando que a organização saiu mais revigorada e pronta para governar Moçambique. Daviz Simango foi reeleito presidente do partido com 14 votos nulos e um em branco num processo que participaram perto de 700 delegados.

Depois de três dias intensos de trabalho, neste sábado viveu-se um momento de grande emoção e alegria no Pavilhão de Desportos da Beira. Foi num ambiente de festa que se deu por encerrado o Primeiro Congresso do MDM realizado na cidade da Beira.


Pouco mais de mil pessoas, entre delegados e convidados, aplaudiram efusivamente a reeleição do edil de Chiveve, Daviz Simango, ao cargo do Presidente do partido.

Para os congressistas, a reeleição de Simango foi um dos pontos mais altos do evento, acrescentando que, com efeito, já estao criadas todas as condições necessárias para o MDM chegar ao Poder e contribuir para o bem-estar dos moçambicanos.

OUÇA O DISCURSO DO PRESIDENTE DO MDM NO ÚLTIMO DIA DO CONGRESSO

Fonte: @Verdade - 08.12.2012

3 comentários:

V. Dias disse...

Eu já disse isso ao Engº Daviz Simango, não se faz política com eucaristia, com epístola de São João. É preciso "matar", diferentemente de como a Frelimo mata, mas deve "matar". Em África, a política faz-se com sangue, com suor, com garra, com.... TESTÍCULOS. É preciso fazer ver ao povo que ele, Simango, é rebento dos Simangos, mortos pela Frelimo. Deve estar bem acompanhado, bem assessorado, dormir como o coelho (de olhos abertos)e como o pato.
Até mais ver.
Zicomo

Anónimo disse...

Eu ja foi claro nesta questao, Frelimo MDM e a mesma farcas e a mesma moeda para aldrabar o povo tanto uns como outros so pensao no mesmo poder para roubar o povo. Eu penso que nos o povo nos devemos distanciar destes dois grandes fantoches, temos o nosso Dhakama, homem do povo, filho do amado do povo - nosso amado lider o resto sao cantigas cafagestes> Nos o povo nao vamos nessa e acabou!!!1

Reflectindo disse...

Obrigado amigo V. Dias pelas saudacões.

Nestes dias sou menos presente por falta de tempo. O Karim também anda desaparecido.