sexta-feira, novembro 27, 2015

Desaparecem cheques usados em alegada fraude no exército moçambicano

Dezenas de comprovativos dos cheques usados no alegado desvio de 33 milhões de meticais (700 mil euros) no comando do exército moçambicano desapareceram, adiantou hoje o jornal Notícias.

Segundo o maior diário moçambicano, o Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC), que ordenou recentemente a detenção de três elementos do exército e cinco civis por suposto envolvimento na fraude, já ordenou às chefias militares que encontrem rapidamente os comprovativos em falta.

O caso remonta a 20 de novembro, quando o GCCC mandou realizar oito detenções por suposto desvio de verbas do Estado pelos funcionários suspeitos para as suas contas bancárias ou de familiares e terceiros sem qualquer relação com a instituição.

O jornal avança que há indicações de pagamentos de 200 mil meticais (mais de quatro mil euros) num só cheque, mas os investigadores só encontraram até ao momento comprovativos de valores bastante mais modestos.

Os suspeitos, ainda segundo o Notícias, alegam que agiram a mando de ordens superiores.

Fonte: LUSA - 27.11.2015

1 comentário:

Jefferson Waite disse...

O povo sofrendo pagando impostos para estes corruptos