segunda-feira, janeiro 16, 2017

Os centros de reeducação forjaram os "contra-revolucionários"

É que Mercedez Benz usado nesse período me parece muito periférico para discutir. A única coisa relevante é que André Matsangaissa que era chefe ainda militar, ter Mercedez Benz era ser burguês; que também nessa altura qualquer suspeita de aquisição de bens alheios ou enriquecimento ilícito, era sujeito à investigação e até lhe enviarem a um campo de reeducação.
Quanto à aquisicão de carros, houve gente que teve oportunidade de receber até à borla de portugueses que deixaram o país. Victor Terra, o meu professor na escola secundária de Nacala, teve o único carro da sua vida nessa altura. O meu falecido tio, o Ruas, também teve o único carro da sua vida. Lá em Mazua onde nasci, o José foi deixado uma carrinha pelo seu patrão Jácome. E conheço muitos que tiveram essa oportunidade.
Porque ainda não tenho certeza absoluta não estou a dizer que André Matsangaisse não tenha roubado o tal carro como nos induziram. Contudo, isso de roubo ou não não faz elevar ou descer do espaço que Matsangaissa ganhou.
Uma coisa que devia-se saber, é que os centros de reeducação forjaram a contra-revolução, contrariando os objectivos e isso pode ser o que aconteceu com André Matsangaissa. As minhas reflexões vão ao tempo que vivi no Itoculo e onde tive contactos com reeducandos do Centro de Itoculo, incluindo quem havia sido meu professor de desenho em Nacala. Sempre que falei com ele, via-se num revoltoso. Conheci, outros que eram professores, um grupo de 12 trazido da RDA (República Democrática de Alemanha) directamente ao centro, alunos do Instituto Pedagógico Industrial de Nampula. Posso dar muitos exemplos de então reeducandos que conheci e se tornaram meus amigos.
Vejam que a outra vaga de "contra-revolucionários" foi forjada pela Operação Produção.


1 comentário:

francisco xavier disse...

a frelimo ao longo de todos estes anos foi dando "tiros no proprio pe" e agora estao em corrida titanica para reparar o mal ja feito. O que me entristesse e de chegar a conclusao de que tudo foi feito em plena coconsciencia.