domingo, Novembro 28, 2010

Exames da 10ª e 12ª classes: Maus resultados

OS resultados dos exames da primeira época no Ensino Secundário Geral, nomeadamente na 10ª e 12ª classes, publicados esta semana, sugerem maus resultados, de acordo com as indicações que nos chegam de vários pontos do país, dando conta de que pouco mais de 80 porcento dos alunos terão que ser examinados novamente na segunda época.
A maioria das direcções provinciais ainda está a compilar os dados gerais, mas já é evidente que o grosso dos estudantes daquelas duas classes deverá tentar uma outra chance na segunda época que começa próxima semana. Nesta primeira época foram examinados na 10ª classe pouco mais de 227 mil alunos e 74 mil na décima segunda.

“A maioria vai para a segunda época. Estamos agora preocupados em organizar os respectivos exames. Os resultados são aqueles. É triste, mas ainda não fizemos uma avaliação profunda. Estamos a avaliar por escolas para depois sistematizar todos os dados”, disse-nos Gideão Jamo, director de Educação da Cidade de Maputo.

Da província de Gaza apenas 150 estudantes da décima classe dos cerca de nove mil submetidos às provas nos cursos diurno e nocturno foram graduados na primeira época. Na 12ª apenas 406 transitaram, dos cerca de 5000.

Dos dados que nos chegam da Beira há indicações de que dos 2553 alunos examinados na 10ª classe na “Sansão Muthemba” menos de metade conseguiu resultados positivos, o mesmo acontecendo na 12ª. Na “Samora Machel”, dos 800 examinados na 12ª apenas 55 transitaram. Na Manga foram submetidos a exame 724 estudantes na 12ª, dos quais 99 transitaram de classe. O mesmo cenário constata-se nas privadas, mas com menos gravidade.

Numa ronda efectuada pela nossa Reportagem por alguns estabelecimentos de ensino da capital, constatámos que a preocupação não é para menos, porquanto, praticamente todas as listas de resultados estão a vermelho.

Listas há que apenas um estudante é que transita, particularmente na 10ª classe. As disciplinas de Biologia, Física, Química e Matemática são as que mais notas baixas registaram.

As autoridades da Educação manifestam-se surpreendidas como o panorama, pois dizem que têm vindo a trabalhar para colher bons resultados. Ainda não foi feita uma avaliação de fundo que possa identificar as razões dos maus resultados.

O facto é que dos 200 mil candidatos submetidos a exames como extraordinários em Julho último, apenas 16 porcento dos concorrentes conseguiram resultados positivos.

Fonte: Jornal Notícias - 27.11.2010

25 comentários:

Anónimo disse...

e tudo poque tais examinados nao tem nenhum tipo de ajuda, se tem de fazer algo para isso mudar.

Anónimo disse...

hi, amigos, a problematica de qualidade de ensino em Mocambique 'e grande. leiam a mensagem do ministro de educacao na agenda do professor, verao que 'e um texto mal escrito. possui mais de 40 erros.

Anónimo disse...

Esta mal o nosso ensino, e nao ha nada que eles fazem para melhorar!

Anónimo disse...

ta muita mal mesmo pk nem tivemos preparaçao

Anónimo disse...

Nossa responsabilidade agora é, pensar e achar a melhor maneira de infrentar essas dificuldades encontradas no ensino de hoje.

Anónimo disse...

Agora os estudos não são sérios transita kêm não estuda aquela k se dedica chumba.meu deus pra onde vamos?

Anónimo disse...

Ta mal isso

Anónimo disse...

Erros d que tipo? Ministro? Oque é isso rapaz?

Anónimo disse...

Suka.maluco professor nao tfm culpa.ta?

Anónimo disse...

se os resultado dos exames nao nos a ver bons resultado razao por falta de dedicacao dos mesmos

Anónimo disse...

o problema e dinheiro aqueli q nao tem chumba agora é isso hoje em dia rola costas quentes tudo é costas quentes os alunos nao si dedicam porque tem costas quentes. Geracao perdida.

Anónimo disse...

O problema e muito bem conhecido pelos nossos governantes no entanto, na tentativa de colocar Mocambique num dos paises com melhor indice do PNUD a ToDo custo, trabalha-se com numeros e nao com qualidade, coisa muito errada.
E preciso repensar nos modelos de educacao por favor! Vamos evitar analfabetos na 12 classe ou ate na universidade.

Anónimo disse...

Vamos educar as criancas tal como nos fomos educados para permitimos a sustentabilidade do nosso pais.

Fernando Alfredo disse...

EU CREIO K DEDICA-SE QUEM QUER, E QUANTO A CULPA: OS PROFSSORS N TEM CULPA NENHUMA... NOS COMU ALUNOS DEVEMOS NOS PREOCUPAR EM ESTIMULAR NOSSAS MENTS. ESTUDANDO,PESQUISANDO. AFINAL DAS CONTAS PRA ISSO QUE EXIST INTERNET E BIBLIOTECAS

Anónimo disse...

Amiguinhos o k ta em causa aqui e o salario e a valorizacao do ensino por parte dos governantes e nao pork o professor nao e capaz de fazer o aluno saber. Mocambique ta cheio de governantes deficientes a partir do topo.

Anónimo disse...

Ixo deve se aos professores.

Anónimo disse...

eu acho que o ensino nacional ta a evoluir parabens a MINED.

Anónimo disse...

Ate k pode ser ixo ta mal

Anónimo disse...

todos-que-frequentam-a-escola-nao-sao-todos-inteligentes-mas-quando-findamos-o-ano-os-q-burinhos-e-que-passam...???

Anónimo disse...

vamos-estudar-ministerio-tem-que-introduzir-prova-oral-porque-nao-quem-vai-cabular-muito-menos-copiar.vamos-diminuir-preguicosos-mentais-por-favor.

Anónimo disse...

por vezes o que sai nos exames nao e o que nos estudamos..por isso eu acho que o grupo que elabora os exames deveriam ser capazes de entender ate que ponto foi dada a materia. tudo bem que eles podem nao ter culpa por nos nao termos aprendido o que eles elaboram mais eles deviam pensar nessa possibilidade..deviam pesquisar com os alunos ate k ponto foi dada a materia..eu acho que isso mudaria alguma coisa..e tambem os elaboradores devem ser menos rigorosos nos exames.

Anónimo disse...

Mocambique e um pais em que os estdantes do ensino geral nao se preocupam com os estudos e com a falta d ajuda dos proprios docentes parecerem saldados do santu ngira so pensam em corromper alunx paracem nao tem salaria eu axa nao vai melhorar por k tudo e farinha do mxmo saco apartir da presidencia ministro todo mocambique precisa mudar nao keremx homnx preocupadox cm o seu bolso mx sim k xoram transbordam calor para sacrificio do povo. Melherem la exte pais, nao se exkecendo k akilo k plantamx colheremx kundo o senhor Jesus voltar pode ate nao acreditar mas naquele dia vais falar a verdade se nunca falou. DEUS K ABENSOE ESTA NACAO

Anónimo disse...

ox profexore x nao dao todax materiax correxpondentex a examex por nox feitox por ixxo que o aproveitamento e baixo por parte dox examinadox

ox profexxorex devem mudar

Anónimo disse...

olhem nos tempos que o ministro da educação era o Nobre Aires Ali tudo estava direitinho mais depois da saida desse senhor começamos a ter graves problemas no ensino visto que numa escola com mais de 2.000 alunos 5 dispensam e a maioria exame... Eu conheço um professor que pode ser um exemplo para a razão do fraco ensino em moçambique o chamado Albino Carlos Cariota Mondlane que lenciona 2 ciclo na Escola Nossa Senhora do Livramento t3, desde que começou a campanha eleitoral não aparecia na escola desde então prejudicando os alunos e o mais grave não deixou substituto... E meus nobres amigos será que esses alunos terão um aproveitamento saudavel???? Se ele quer trabalhar para um partido que vá trabalhar... Bom dia

Anónimo disse...

bom dia comunidade moçambicana eu peço a demissão do professor Albino C.C. Mondlane por apresentar fracas qualidades de ensino... Ele é um professor de historia na Escola Nossa Senhora do Livramento T3