domingo, março 06, 2016

Polícia que matou cidadão indefeso na Beira alega amnésia

O agente da Polícia da República de Moçambique(PRM), identifi cado pelo nome de António Benedito, que baleou mortalmente um cidadão indefeso no passado dia 7 de Fevereiro na cidade da Beira, na província de Sofala, recuperou do espancamento que foi alvo por populares e encontra-se detido. Contudo alega não recordar-se do baleamento que protagonizou nem do colega da corporação que com ele estaria a consumir bebidas alcoólicas no bairro de Matacuane.


Fonte: @Verdade, edição 378, de 26.02.2016

1 comentário:

nordino alfredo disse...

talvez o alcol ta ainda na mente